Estranhos do bem: criaturas fantásticas viram objetos de decoração

Postado em 27 de janeiro de 2021 por

Com seu sorriso inocente e simpático, essas criaturas estranhas parecem ter brotado do reino fungi de alguma floresta ou saltaram da tela dos filmes de Tim Burton e seus personagens surreais. Porém, elas surgiram mesmo é na cabeça de Lucas Careli, que sempre foi fascinado por ficção e fantasia.

Do pai, que é pintor, ele herdou a abertura para a arte e as tintas. Logo, tornou-se um hobby criar animais aos quais ele nem sabia dar nomes. “Foi natural me expressar assim”, diz.

Mas só há três anos O Bestiário, sua marca que reúne as criaturas, nasceu. Antes ele trabalhou em um escritório de arquitetura, onde se dedicava ao design de mobiliário, por 10 longos anos. Formado na área, ele não via muitas perspectivas onde estava e resolveu investir na arte, com a rescisão do contrato. Deu certo: Lucas passou a produzir suas esculturas com resina e a dar funcionalidade a elas. Tornaram-se porta-joias, porta-chaves, incensários, vasos de plantas e recentemente um jogo de xadrez. Nas feiras, onde divulgava o trabalho no começo, havia o estranhamento, mas logo a aceitação. “Nunca imaginei esse feedback positivo. Antes pensava que ninguém ia comprar. Hoje trabalho só com isso”.

Em uma semana uma criatura fica pronta – Lucas faz tudo, desde a criação, passando pelo Instagram @o.bestiario , até a parte burocrática. “Tento fazer uma nova por mês e nesse ano quero fazer peças maiores”, diz ele, inspirado, mas com pés firmes no chão de seu reino. “Como sou meu próprio chefe, tento não me sobrecarregar e não ser um chefe ruim comigo mesmo”, ri.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *