Platibanda: entenda quais são as principais funções desse elemento

Postado em 15 de julho de 2021 por

Para criar uma fachada livre do visual do telhado, muitos arquitetos optam por inserir essa faixa vertical que proporciona um efeito mais fluido no projeto arquitetônico.

A fachada de uma casa sempre chama a atenção. Para criar uma estética mais uniforme, muitos arquitetos optam pela platibanda. Esse elemento esconde o telhado e permite que o design da entrada seja totalmente personalizado, de acordo com a estrutura do imóvel. “Hoje, a arquitetura contemporânea utiliza muito esta solução, escondendo o telhado e muitos arquitetos recorrem a esta alternativa, executando de diversas formas e com vários materiais”, diz o arquiteto Bruno Moraes.


A platibanda foi executada em diferentes alturas, a fim de trazer movimento ao projeto do arquiteto Bruno Moraes (Foto: Guilherme Pucci / Divulgação )

Além disso, o arquiteto Jayme Lago Mestieri explica que a platibanda coloca a cobertura dentro de um sistema de escoamento para as águas da chuva. “São o arremate para as calhas e tubos de escoamento, e podem servir para bloquear visualmente a cobertura, caso seja esta a intenção”, completa.

Em locais com ventos muito fortes, esse tipo de construção pode ser uma ótima opção, pois funciona como uma barreira protetora do telhado. Outro fator que gera uma grande demanda pela platibanda é a questão sustentável. “Muitos clientes, por conta do custo da energia e pela sustentabilidade, recorrem ao aquecimento de água solar. A estética das placas não são muito bonitas, mas quando você esconde o telhado com a platibanda, acaba deixando o campo de visão limpo”, revela Moraes.


No projeto do arquiteto Jayme Lago Mestieri, o sistema da platibanda foi utilizado de forma uniforme e contínua (Foto: Manuel Sá / Divulgação)

Este sistema é flexível, atendendo às diferentes necessidades dos projetos. Pensando em áreas cobertas, o elemento pode ser alinhado em alturas diferentes para criar um contraste de volumes, a fim de deixar a arquitetura da fachada com mais movimento.

Fonte: www.revistacasaejardim.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *