Archsolution gerencia projetos e obras em BIM para marcas internacionais de luxo no Brasil

Postado em 18 de novembro de 2020 por

A empresa contou com a solução BIM Track, fornecida pela Construtivo, que conecta todos os envolvidos no processo, desde clientes a fornecedores

Com a adoção de soluções digitais integradas ao BIM, a empresa de engenharia Archsolution planeja, gerencia e executa obras no Brasil de marcas internacionais de luxo, como Gucci, Michael Kors Carolina Herrera. O desafio da empresa era ser fiel ao padrão conceitual das lojas internacionais e atender ao requisito de utilização do BIM, que já faz parte da rotina de engenharia e construção fora do Brasil.

Para apoiar essas exigências, a empresa contou com o apoio da Construtivo, companhia de Tecnologia da Informação com DNA em engenharia, que foi pioneira na propagação da adoção do BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção) no País. A empresa forneceu as tecnologias necessárias para a Archsolution inovar o uso da metodologia BIM do início do projeto ao fim da obra.

“Devido à natureza da nossa prestação de serviços, projetos e obras, procuramos soluções que, integrada ao BIM, ampliaram nossa capacidade de gestão por meio da digitalização. E as ferramentas fornecidas pela Construtivo proporcionaram esse nosso diferencial”, explica Déborah Paiva, Gerente de Projetos e BIM da Archsolution.

Metodologia

Para iniciar os projetos, a empresa adotou a plataforma de
gerenciamento de documentos na nuvem da Construtivo. A plataforma,
chamada Colaborativo, centraliza todos os arquivos gerenciais, como
imagens, fotos, cronogramas e tabelas, permitindo o controle de
liberação de arquivos de projetos por status ao cliente por meio de
relatórios documentais.

Integrado ao Colaborativo, a Archsolution também contou com a solução BIM Track, que é fornecida pelo Construtivo e conecta todos os envolvidos no processo, desde clientes, gerentes e engenheiros, até os fornecedores.

Todos conseguem ler e marcar as informações no modelo 3D por meio de browsers da internet ou integrações com seus respectivos softwares ativos de modelagem, o que permite agilidade nas mudanças e tomadas de decisão.

A inovação deste projeto também envolveu o uso do canner BLK360,
fornecido pelo Construtivo, para a captação digital em 3D de dados em
nuvens de pontos, que substitui os antigos modelos topográficos
realizados manualmente. A scanner vai além e apoia também a fase de
obras, o que permite a captação de dados do que foi executado versus o
modelo, disponibilizando inclusive um comparativo aos clientes para o
acompanhamento do andamento da obra.

“Conseguimos ter um controle da qualidade de execução. O cliente consegue fazer um passeio virtual pela obra, podendo até tirar medidas, ampliar a imagem dando zoom, entre outros recursos. A qualidade fotográfica do aparelho é incrível, funcionando também como um visualizador”, explica Sérgio Abreu, Diretor e Consultor Técnico da Archsolution.

Recursos e ganhos

Na fase de obras, soluções móveis fornecidas pela Construtivo e integrados ao Colaborativo permitem um controle diário e efetivo. As soluções utilizadas são

  • Checklist para verificações em documentações;
  • Diário de Obras, que, por meio da integração com o planejamento 4D, possibilita visualizar as atividades do dia e indica o percentual evoluído de acordo com previsto;
  • Check Status, cuja função é pesquisar plantas e projetos válidos;
  • E o Visualizador BIM, que permite passear pelo modelo e extrair informações, substituindo as plantas em papel no dia a dia das obras.

De acordo com Marcus Granadeiro, CEO do Construtivo, para o BIM chegar nas aplicações de obra, como ocorreu com a Archsolution, é preciso integrar processos digitais e definir as ações desde o início do projeto.

“Hoje, não desenhamos mais plantas, elevações e perspectivas por linhas. Esses são apenas documentos 2D extraídos de um modelo tridimensional. Agora, temos a extração sucessiva de dados por meio de planilhas integradas ao modelo, que é fornecido pelo “I” do BIM e precisa ser muito bem gerenciado e lido por todos os envolvidos no processo”, pontua Granadeiro.

Para 2021, a Archsolution planeja continuar investindo no desenho tridimensional dos sistemas construtivos, ampliando o recurso de acesso a informações ao longo das etapas de projeto e obra.

“Em nosso radar está a adoção de outras soluções trazidas pelo Construtivo, como o ambiente comum de dados da solução dRofus, e o iCON Robo, um laser que permitirá sincronizar o modelo à obra. Ou seja, queremos o BIM no começo, meio e fim de nossos projetos e obras”, finaliza Déborah.

Fonte: ITMídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *